Destaque, Maternidade, Reflexões de Mãe

Sobre ser mãe de 03 meninos



Quanto tempo não apareço, né? Mas como falei no meu último post (não leu, clica aqui) estou me dedicando totalmente a um novo projeto e a cada dia que passa, me apaixono ainda mais! Mas como estamos na semana das mães, resolvi sentar um pouquinho na frente do computador e abrir meu coração sobre ser mãe de 03 meninos.

Pois é, 03 meninos, cada um numa fase diferente – e três fases bem chatinhas, porque cada um agora tem demandas diferentes e que tem me consumido demais – continuo num papo super reto, viu? Sem mimimi, sem fantasiar a maternidade – porque é bom ser mãe, mas tá longe de ser a tarefa mais fácil do mundo!

Então, primeiro, preciso dizer que ser mãe de 03 meninos – em idades tão próximas – é viver todos os dias desafios de querer arrancar todos os cabelos do corpo (se é que você me entende). Por que? Porque, como ser humana que sou, tenho meus defeitos e eles acabam incorporando todos eles na vidinha deles.

Pois é, eu me policio para ser a melhor pessoa do mundo, a mãe mais calma do universo, a alma mais caridosa do planeta… aquela que tenta de todas as formas não soltar um palavrão, quando o mundo está desabando, mas, justamente, quando você soltar aqueleeeee palavrão, eles escutam.

E advinha? Passa a ser mais nova palavra no vocabulário deles.

Segundo, a necessidade da presença da mãe nas tarefas escolares, nos esportes é algo que eu, juro, não entendo. Não basta a mãe aparecer de surpresa na aula de judô, por exemplo. Se a mãe não vai assistir todas as aulas, é um tal de “não vou mais fazer judô”, “você não me ama”, “você só assiste o Pedro”. Pois é, minha gente, que insanidade mental, minha gente!

Terceiro – e para mim, a parte mais difícil até aqui – o momento de ir dormir. Vocês imaginam o que é colocar três meninos para dormir? é um tal de “mamãe, me coloca para domir?” Aí, você deita com 1 de 3. O que acontece? Começa o chororô de dois. Ai você levanta da cama do que já estava deitada e sai do quarto. Pronto, o mundo desaba!

Agora imagina isso depois de um dia que tudo o que você quer e deitar ou simplesmente curtir o maridão? Pois é, minha gente, e aí entra um quarto ponto sobre ser mãe de 3 meninos. Eles acham que eu não posso curtir o marido, que o pai é deles ou que a mãe é tão somente e apenas deles.

Seria cômico se não fosse trágico. Até um beijo na boca anda sendo um Deus nos acuda!

Nossa, Bárbara, que terror! Não é fácil mesmo, não, mas sabe aquela frase clichê “ser mãe é a melhor coisa do mundo”, para mim, pode ser clichê, mas é a que melhor me representa! EU AMO SER MÃE DE 3 MENINOS, mesmo que ao final de um dia eu tenha a sensação de que fui atropelada por um caminhão daqueles enormes!