Comportamento, Kids, Reflexões de Mãe

Por que você me deu irmãos? Ciúme entre irmãos

As férias começaram por aqui e, claro, a nossa ida para Brasília é sempre obrigatória. Mas isso não significa felicidade e tranquilidade plenas. Como o Pedro não é mais bebê de colo, ele paga assento e precisa voar nele. O problema? Sempre que viajo com os 3 ahora, um precisa ir em um assento sozinho!

E aí é o grande problema de viajar sozinha com 3 filhos: um sempre tem que ir separado, ainda que seja na mesma fileira.

O que acontece é que preciso ir no meio de dois. E parece meio óbvio para mim, Arthur de um lado, Pedro do outro e o Dudu sozinho, já que é o mais velho.

O Dudu ama aviação e ele ama ir na janela, mas nessa situação de não poder mais ir na janela, ele se revolta a ponto de dizer “eu não queria ter irmãos”, e completa, “quando não tinha nem o Arthur, nem o Pedro, eu sempre podia ir com você e na janela”. “Por que você me deu irmãos?”.

Pois é, que dor ouvir isso, porque, sob o olhar dele, ele tem toda a razão. Acredito que seja até uma forma dele expressar a sua insatisfação de não ser mais o centro da atenção. Mas, por outro lado, os irmãos também não tem nenhuma responsabilidade pela situação.

É óbvio que só o fato dele dizer que não gostaria de ter irmãos numa situação específica não me preocupa a ponto de tirar o sono, porque eles são sempre unidos, mesmo na hora das brigas.

A dificuldade, que eu vejo, é perceber que muito do comportamento do Dudu é justamente o fato de ter perdido espaço para os irmãos, num curto período de tempo.

E aí, minha gente, a mãe precisa se virar para conseguir suprir essa carência/necessidade dele das formas possíveis, mesmo quando ela (no caso eu mesma!) não sabe qual a melhor forma de lidar com a situação.