Babies, Destaque, Dicas, Dicas de Compra

Os cinco maiores gastos no primeiro ano de vida do bebê

Tá grávida? Tá preocupada com quanto vai gastar no primeiro ano do bebê? Bem, não posso te dizer quanto exatamente você irá gastar, mas sei quais são os cinco maiores gastos no primeiro ano de vida do bebê. Mas tem alguns deles, que você pode começar a economizar desde agora, com as fraldas (leia o link).

Como-economizar-com-o-bebe

Os cinco maiores gastos no primeiro ano de vida do bebê:

  • Fraldas

Sem dúvida, é o produto que o bebê mais irá usar no primeiro ano de vida. No entanto, se você começar a comprar dois, três sacos a cada vez que for à farmácia ou ao mercado, quando chegar ao final das 40 semanas, seu estoque será enorme. Além disso, um chá de fraldas é super válido!

Nesse caso, se optar por um, não se preocupe em pedir as melhores marcas, porque não adianta ganhar vários pacotes de fraldas mais econômicas e elas vazarem sempre.

  • Brinquedos

Principalmente quando somos mães (e pais) de primeira viagem temos a tendência em querer comprar os brinquedos mais caros, com mais tecnologias ou os da “moda”. Mas te garanto: esse é um item que não precisamos gastar rios de dinheiro.

Os bebês (e as crianças) gostam das coisas mais simples como controle de TV, caixas de papelão e panelas. Mas, se ainda assim, você insistir, não compre todos os brinquedos mais caros de uma única vez, porque tenho certeza de que ao dar o primeiro, e o bebê escolher a colher de pau da cozinha, você se lembrará de mim e se arrependerá.

  • Equipamentos

Pois é, aqui é um ponto em que aquele ditado “o barato sai caro” é verdade. Não adianta comprar um carrinho barato e ele ser super pesado para levar o bebê, para colocar no carro e, se você resolver ter outro (s) filho (s), ele não funcionar mais e ter que comprar um outro.

Minha sugestão é que invista num ótimo carrinho e bebê conforto, porque são itens que os próximos filhos herdarão, além, claro, de serem bons para vocês, pais, utilizarem.

  • Roupas

Aqui o exagero, na realidade, fica por conta das mães, que enlouquecem quando veem aquelas roupinhas lindas, já fica imaginando como o bebê vai ficar lindo, vestindo tal peça. No entanto, quando vamos vestir o bebê, a peça já ficou pequena, porque tinha tantas outras na frente.

A minha dica aqui é de “macaca velha”: não compre todas as roupas do primeiro ano de uma única vez. Compre por etapas! As dos primeiros três meses, claro, já compra na gestação. As demais, deixa para ir comprando, quando o bebê for crescendo.

  • Alimentação

Se a mãe conseguir amamentar, aqui já se cortam gastos com leites artificiais, até, pelo menos, 06 meses, quando terá início a introdução alimentar. No entanto, se não houver aleitamento materno, os gastos já começam logo nos primeiros dias de vida.

Depois, com a introdução alimentar, gastamos com todas as frutas, todas as verduras e legumes e todos os alimentos que precisamos dar para despertar o paladar dos pequenos.

Aqui já deixo outro conselho: se você não gostar de determinado alimento, não o ignore na lista de compras, viu? Não é porque você não gosta, que o seu bebê não precisa experimentar. É uma situação onde os nossos gostos pessoais não devem ser levados em consideração.

Esses são os cinco maiores gastos no primeiro ano de vida do bebê.

No entanto, caso você opte por ter uma babá ou colocar numa creche, com certeza, este será um outro valor que você irá gastar bastante dinheiro, afinal, não podemos buscar a creche mais barata, sabendo, por exemplo, que lá os bebês não têm todos os cuidados e carinho que merece.

Um outro gasto que, apesar de não estar listado como os maiores caros, é a medicação. Se o seu bebê não ficar doente durante o primeiro ano de vida, que maravilha, agradeça muito a Deus. Por aqui, com os 03, gastamos bastante dinheiro em medicação nos primeiros 12 meses de vida.

Agora vamos falar a verdade, é um gasto sem fim, mas o amor que sentimos, o amor que recebemos, tudo o que aprendemos e vivenciamos com estes pequenos por toda vida, não tem preço, não é verdade?