Babies, Comportamento, Kids

Não mande a criança engolir o choro

Não mande a criança engolir o choro. Isso afeta a autoestima, que vem de infância, além de fazer com que a criança acumule um lixo emocional, que deve ser colocado para fora, porque caso contrário, será como uma panela de pressão vedada, ou seja, uma hora vai explodir e todos podem sofrer consequências.

Eu, mesma, quando criança, escutava quase que diariamente “Bárbara, para de chorar agora. Engula esse choro!”. Foram tantas vezes que me lembro até hoje. E você, quantas vezes, em sua infância, teve que engolir o choro?

O que significa engolir o choro?

É na infância que nossas bases são formadas, de maneira que o que somos hoje, em boa parte, é resultado da forma como fomos condicionadas enquanto crianças. Você já percebeu a quantidade de “nãos” que a criança ouve desde o momento do seu nascimento?

Quando adultos, nós podemos nos comunicar com as pessoas através de palavras, gestos, olhares e tantas outras formas, porém, quando criança, uma das maneiras de nos comunicarmos é através do choro.

A criança é muito espontânea, ela não tem filtros. Enquanto nós, adultos, muitas vezes, pensamos antes de falar ou demonstrar qualquer coisa, a criança, sem filtro algum, é capaz de demonstrar, em uma explosão de choro, aquilo que está ruim.

Precisamos saber interpretar a linguagem infantil, e termos entendimento de que, no momento que a criança está chorando, ela está transmitindo uma mensagem de que algo, de alguma forma, lhe soou negativo.

O que a maioria dos pais fazem, diante da criança chorando, é simplesmente manda-la parar de chorar: “fica quieto”, “engole o choro”, “deixa de ser fraco”, “homens não choram”, e assim por diante.

O que muitos pais não sabem, no entanto, é que o grande perigo desse tipo de atitude é a forma como eles estão condicionando seus filhos e interferindo – negativamente – naquilo que essa criança vai se tornar quando adulta.

Engolir o choro é um gesto que representa reprimir ou guardar para si tudo aquilo que, de alguma forma, ele buscava colocar para fora. Engolir o choro na infância, portanto, pode levar a criança a acostumar-se a reprimir todos os seus sentimentos na fase adulta.

Dessa forma, lembre-se que aquilo a que você condiciona a criança, ela irá responder durante toda a sua vida na fase adulta, como forma de resposta de todas as informações que seu inconsciente por tanto tempo recebeu.

As consequências de sufocar o choro

Ao condicionar uma criança a sufocar o choro, estamos na verdade, impedindo que essa criança se comunique da única forma que ela sabe se comunicar quando quer dizer que algo está ruim.

E dessa forma, a criança vai crescer acostumada a guardar para si tudo aquilo que lhe trouxe desconforto, com grande tendência a tornar-se um adulto reprimido e com sentimentos sufocados.

Precisamos entender que é no choro da criança que ela está extravasando seus sentimentos e transmitindo uma mensagem que pode ser muito importante.

Claro que existe uma grande diferença entre o choro verdadeiro e o choro por birra, mas o foco aqui é aprendermos a compreender que por trás do choro da criança, muitas mensagens estão sendo enviadas.

Chorar é libertador. De verdade! Já que com o choro colocamos para fora, tudo o que está nos fazendo mal, então, sufocar esse tipo de sentimento só trará amargura e opressão, assim, mandar uma criança engolir o choro pode ser fatal em sua vida adulta.

 Veja também o que a Kely do Mágicas de Mãe diz sobre o assunto

Dessa forma, fica o conselho para todos que são pais e mães, e até mesmo para aqueles que trabalham com crianças: NUNCA MANDE A CRIANÇA ENGOLIR O CHORO! Isso pode ser péssimo para sua vida adulta.

Fonte: Salua Ghonaim