Comportamento, Kids, Reflexões de Mãe

Não ignore o choro de uma criança



Em nossa última viagem de avião havia uma criança de uns 5 anos chorando desesperadamente no momento da descida. Acontece que todos de sua família diziam que o avião já estava descendo, que não tinha motivo para ela estar chorando tanto.

Mas é claro que havia motivos para tanto. Se o ouvido de um adulto dói, quando o avião inicia o procedimento de descida, imagina o de uma criança?

Não devemos ignorar o choro de uma criança! Essa foi à conclusão que tirei dali e passei a me policiar com os meus filhos também.

Aquela criança do avião estava pedindo ajuda para que alguém fizesse algo para cessar aquela dor insuportável – e a forma que ela encontrou para tanto foi através do choro!

Mas isso é só um exemplo. Quantas vezes ja não ignoramos um choro ou agimos como a família da criança do avião, dizendo que já ia descer – e ainda faltava mais de 20 minutos para realmente o avião pousar?

Escrevo esse texto puxando as minhas próprias orelhas, porque ao assistir aquela cena dolorida para o menininho do avião me fez perceber que também agia com os meus próprios filhos da mesma forma.

E aqui exemplifico. Certa vez o Arthur me disse que não queria mais fazer judô. Chorou, esperneou e eu ignorava dizendo que ele continuaria naquela atividade física.

Até que um certo dia, a professora me chamou para dizer que, quando dava a hora da aula do judô, ele começava a se tremer. Já dá para saber como me senti um lixo por ter ignorado o choro e o pedido para sair do judô? Eu só não conseguia entender o porquê daquilo tudo.

E aí veio a intuição materna e algo me dizia que ele estava sofrendo por ser o menor da turma. E dito e feito. Ele se sentia rejeitado pelo irmão mais velho – que também era da mesma turma – que também o chamava de baixinho e bebê.

Pois é, eu também ignorei o choro de um dos meus filhos, mas errei.

Portanto fica o meu alerta: não ignore o choro de uma criança! Através dele, pode ter a certeza de que algo não vai bem!