Comportamento, Kids, Reflexões de Mãe

Mamãe, você é mentirosa

Certo dia, sozinha com os 03, o filho do meio me pede um suco. Digo que vou dar depois que colocar o caçula para dormir. A mãe inocente jurando que tinha abalado no seu papel, deita na sua cama e é surpreendida com aquele ser pequeno acusando-a “mamãe, você é mentirosa“. A mãe, num ímpeto, pula da cama e olha assustada para aquele serzinho.

“Mamãe, você é mentirosa”, repete ele novamente.

A mãe continua sem entender e pergunta o porquê. “Porque você me prometeu um suco, quando o Pedro dormisse”. Putz, meu filho tem toda razão!

Que mãe, para ter momentos sem choros, gritos e insistências, nunca disse uma mentirinha para o seu filho? Eu, sempre! Mas preciso ser muito sincera, escutar meu próprio filho me chamando de mentirosa, foi horrível! E prometi a mim mesma que tentarei de todas as formas cumprir o que prometer a cada um dos três.

E quer saber o motivo dessa “auto promessa”? Se eu minto para os meus filhos, estou ensinando algo que me enlouquece nesse mundo, a mentira! “Ah, mas é uma mentirinha inocente, só para ter alguns momentos de tranquilidade…”. Não, mentira é mentira. Pronto e acabou!

Então, se você também se incomoda com mentiras, sejam elas quais forem, pare de mentir para os seus filhos também! Assim, eles não terão o exemplo vindo de dentro de casa, aliás, até mais grave, vindo daquela (e) que deveria ensinar apenas retidão, honestidade e jamais a mentira.

É claro que a tentação em dizer uma das “mentirinhas inocentes” é enorme, sobretudo, naqueles momentos em que você está sozinha, e quer de alguma forma acalmar as crianças, mas não deixe que essa tentação te faça ser rotulada como mentirosa pelos seus filhos. De verdade, não é bom ouvir isso, mas é ainda pior ser o exemplo que o filho tem de que a mentira pode ser utilizada, ainda que seja nas melhores intenções.