Comportamento, Empreendedorismo Materno, Gestação, Mommies & Goodies, Mommy to be, Reflexões de Mãe

Mamãe, qual a sua profissão?



Sempre esperei o momento de ter que responder à pergunta do título “mamãe, qual a sua profissão?” para os meus filhos. E chegou a hora. Foi num momento de fazer as tarefas de casa do Dudu. Precisava explicar para ele as profissões que estavam na lição e no final, pedia que falassemos sobre a profissão do pai e da mãe, e que eles desenhassem após as explicações. A resposta foi rápida e direta: “mamãe é blogueira”.

Mamãe, qual a sua profissão?

Pois é, mas afinal de contas o que é ser blogueira? Se ganha com isso? Dá para viver de blog? Além da curiosidade despertada pelo dever de casa escolar, também recebo muitos emails e pedidos pelas redes sociais de ajuda para começar um blog. Mas acredito que, antes de você decidir seguir por esse caminho, você precisa saber de algumas considerações essenciais a esta profissão, que muitas vezes, são desconhecidas.

Afinal de contas: por que decidi ser blogueira? Aliás, já vou deixar esse termo de lado, e passarei a utilizar o que é mais apropriado para explicar o que exerço, hoje, como profissão: eu sou influcienciadora digital!

Putz, Bárbara, se blogueira já era difícil de entender, imagina agora influenciadora digital?

Pois é, na verdade, só o nome espanta, mas o que faço é mostrar para outras mulheres, outras mães, o que se pode acontecer no mundo materno-infantil. Sem pintar um mar de rosas, por sinal. Além disso, eu também testo produtos para fazer resenhas para vocês, afinal, quem não quer saber se vale a pena ou não investir um dinheiro em determinado brinquedo, por exemplo? Ou ainda, será que tal produto de higiene é realmente bom?

Mas voltando para a pergunta inicial, por que resolvi largar o Direito, a minha profissão de tributarista para passar a escrever num site? Eu, inicialmente, não comecei o Baby Dicas com o intuito de ser algo profissional; era um espaço onde compartilhava as minhas descobertas e tudo o que se passava na primeira gestação. Então para quem não sabe, o Baby Dicas completa 06 anos, agora, em 2016.

Não comecei a escrever sobre o mundo materno-infantil com o intuito de ganhar dinheiro, mas com o passar do tempo, a audiência que tinha foi crescendo e crescendo, e aí, foi inevitável me profissionalizar. Foram cursos e mais cursos para realmente passar a entender como poderia fazer do Baby Dicas a minha principal fonte de renda. E os estudos são diários, afinal, para se destacar no que faz, precisamos estudar.

Algumas perguntas que podem te ajudar a entender se ser influenciadora digital é o caminho para você:

  1. Gosta de escrever?

  2. Gosta de redes sociais?

  3. Tem paciencia para passar até 3 horas por dia se dedicando a responder email?

  4. Tem paciencia para passar até 6 horas por dia cuidando das redes sociais? Aqui é importante dizer que, não basta postar, tem que responder a todos os comentários de todas as redes sociais – Instagram, Facebook, Snapchat, Twitter e por aí vai

  5. Gosta de expor a sua vida?

  6. Gosta de expor a sua rotina?

  7. Está preparada para trabalhar madrugada a dentro?

  8. Tem disponibilidade para escrever textos todos os dias, lembrando, textos com conteúdos?

Na verdade, eu penso assim: quando se trabalha com o que ama até mesmo as dificuldades são vistas como boas, porque aprendemos com elas para tentarmos não errar novamente. Eu amo o que faço, amo ajudar outras mulheres, ainda que não sejam mães, amam compartilhar o meu jeito de maternar e amo ainda mais saber que as minhas dicas e conselhos ajudam muitas e muitas famílias.

Ah, preciso dizer que, ao final do dever do Dudu, ele desenhou a mamãe trabalhando no computador. Ou seja, ele entendeu o que a mamãe faz, né?!?

Beijos no coração,

Bárbara Sarkis