Mommies & Goodies, Reflexões de Mãe

Mãe é gente. Respeite e aceite | Baby Dicas



Mãe é gente. Você precisa aceitar e respeitar isso. Percebo muitas pessoas com olhares tortos para as mulheres com crianças passeando pelo shopping. Mas também percebo olhares tortos, quando a pessoa sabe que a mulher é mãe e está fazendo um happy hour com as amigas sem os filhos.

Qual o problema da mulher sair sem filhos? Desde quando o fato dela ser mãe a torna obrigatoriamente ligada aos filhos por 24 horas? E a identidade dela, por acaso, muda depois do nascimento de uma criança? O que muda, sem dúvida, é a forma dela saber conciliar todos os papéis que cabem a ela, mas, jamais, ela deve perder sua essência.

Eu já tive uma fase da minha vida que me anulei por completo. Só sabia ser mãe. Não sabia ser mulher, não sabia ser amiga, não sabia nem mesmo me amar por completo. Resultado? Uma mulher frustada, rancorosa e que nem sabia ao certo mais quem ela era.

E hoje eu levanto mesmo a bandeira para ajudar outras mulheres a não errarem como eu errei. Não se permita julgar, não permita que te julguem. Faça o que o seu coração mandar! É mais ou menos assim, dane-se o que irão pensar. Se me faz bem, é o que importa!

leia também: Por trás de uma mãe, há uma mulher!

É claro que há momentos na vida de uma mãe que ela vai precisar pensar no (s) filho (s) em primeiro lugar, mas que isso não se torne uma constante, um hábito, porque lá na frente haverá frustração.

Mãe é gente. Mãe chora. Mãe cansa. Mãe vai ao banheiro. Mãe bebe e tem ressaca. Mãe tem sentimento. Mãe é um ser humano como outro qualquer, com o diferencial, de ter gerado (ainda que dentro do coração) e dado a vida a um outro ser.

Então se você encontra uma mulher, que é mãe, numa balada – com o marido ou até mesmo sozinha – não a julgue, não olhe torto para ela. A maneira correta de cumprimentá-la seria parabenizando-a, afinal, ela conseguiu chegar em um estágio que muitas mulheres não conseguem, que é o de conciliar todos os seus papéis.

Ela está vivendo e é isso que importa! Na verdade, as mães precisam de um tempo só para elas, para que consigam manter a sanidade mental. não é brincadeira, é sério.

Mães que me leem neste momento: por mais difícil que seja, se imponha. Mostre a todos ao seu redor, que você é mãe, mas que você também é mulher, que você é gente, assim como eles! E viva a sua vida pouco importando o que os outros irão pensar a seu respeito.

Preciso te contar uma coisa: eu não vivo para os meus filhos. Saiba o porquê!