Reflexões de Mãe

Eu faço tudo, mas ao mesmo tempo, nada



Para quem não sabe, eu troquei a minha carreira para ser mãe em tempo integral – expressão utilizada para denominar as mães que ficam em casa, mesmo trabalhando de lá – e de uns tempos para cá, tenho a sensação de que eu faço tudo, mas ao mesmo tempo, nada, e sabe por que? Pelos julgamentos que recebo de todos os lados.

O fato de eu estar em casa o tempo inteiro, para mim, não significa ter toda a paciência do mundo com meus filhos. No entanto, para os outros, isso parece o fim do mundo, afinal, se eu escolhi estar em casa, cuidando e criando os meus filhos, eu tenho, sim, que engolir minha falta de paciência e viver sorrindo para eles 24 horas por dia.

O fato de eu estar em casa em tempo integral, para mim, não significa ter que sentar e brincar o tempo todo com os meus filhos. Aliás eis aqui uma mãe que não tem muito dom nem paciência para brincar de lutas e pega pega.

O fato de eu estar em casa em tempo integral não significa que eu fico o dia inteiro sem fazer nada, o que fico apenas no celular ou na frente do computador.

Eu sou uma mãe que tento dar o melhor para os filhos, mas é claro que, sou ser humana e erro. Grito, coloco de castigo, ameaço, perco a paciência, choro na frente deles, quando a exaustão bate. E o fato de estar em casa o tempo todo, não me tira a possibilidade de fazer tudo isso, mesmo que não seja o politicamente correto.

Preciso lembrar que eu trabalho, ainda que de casa, e para quem não vê o que faço como um trabalho, me desculpa, mas tenha certeza de que o que eu faço é tão digno, quanto as profissionais que estão em seus trabalhos corporativos. E digo mais, com o meu trabalho, busco ajudar outras mães a se emponderarem, além de mostrar a maternidade tal como ela é.

Por tantos julgamentos, por tantos olhares tortos é que tenho a sensação de que eu faço tudo – cuido, crio, dou banho, brinco, faço deveres, conto histórias para dormir, escovo os dentes de três pequenos – e ao mesmo tempo, nada, afinal, a sensação é que faço, faço, faço, mas nada é visto, muito menos notado.

Mais alguém passa por isso? Vem me dá um abraço virtual com o seu comentário 😉



  • Eugenia Valle de Paiva

    Amiga, a sensação é exatamente essa, uma solidão enorme porque nosso esforço não é visto nem valorizado, perante a sociedade quem não traz $ pra casa não vale nada… Mas sabe qual é a recompensa do seu esforço? É ver seus filhos crescerem felizes e saudáveis, e colocar sua cabeça no travesseiro a noite e saber que você deu o seu melhor! É isso, a vida é isso! E lembre-se: perfeita é a …. mãe! rsrsrsrs

    • Hahahahahahahahahahaha… perfeita é a mãe, foi a melhor!!!
      Obrigada, lindona, pelo carinho e colo virtual!!!
      Beijos