Comportamento, Kids, Mommies & Goodies, Reflexões de Mãe

Educar é dizer não quando preciso



impor-limites-crianca-feliz-segura_0

Imagem: MdeMulher

Quem acha que criar filhos é uma tarefa fácil está enganado. Quando amamos é sempre muito difícil dizer “não”, não é verdade? E quando há necessidade de se educar uma criança, o “não” é algo sempre presente. Por mais que doa dizer “não”, há momentos que não nos resta outra alternativa.

Acredito que onde o “não” seja algo inexistente, onde a criança pode tudo, lá na frente, se tornará um adolescente mais complicado e difícil que o normal, e certamente, um adulto que sofrerá demais, afinal, os “nãos” da vida doem muito mais do que os ditos pelos pais. O “não” dos pais é com amor, com carinho; o do mundo, vem como que cortando tudo por dentro.

Além disso, nós, pais, temos que saber educar os nossos filhos, e o “não” precisa ser uma constante, afinal, onde a criança tudo pode, não haverá educação. Como assim?!? Se a criança pode tudo, isso quer dizer que ela não tem limites, que ela fará tudo o que quiser, pouco se importando se é certo ou não. Isso é educar?!? Com certeza, não!!!

Eu presencio quase que diariamente aqui no meu condomínio, crianças que mandam nos pais. Talvez, porque os pais se sentem culpados por estarem fora o dia inteiro; talvez, porque os pais achem engraçado ter uma criança brigando e mandando neles. Fato é que isso me assusta muito, afinal, meus filhos acabam brincando com essas crianças, e acabam, algumas vezes, agindo como os “amiguinhos”.

Só que aqui em casa existe uma mãe linha dura, que não tolera sequer uma palavra mais alta comigo, com o pai ou com quem quer que seja. Não acho que o “não” nestes momentos seja traumático; acredito que apenas com ele seja a forma certa de educar os meus filhos, pois como falei, o meu “não” vem acompanhado de amor, de carinho, e o da rua, o do mundo?!? Certamente não o virão!

Portanto, pais e mães, não tenham medo de dizer “não” para os seus filhos, achando que assim os traumatizarão. Ao contrário, lá na frente, quando adultos, pode ter a certeza de que eles agradecerão por terem sido educados com amor, e que o “não” também fazia parte do pacote.