Comportamento, Kids, Psicologia

Criança não namora, nem de brincadeira



Criança não namora! E não adianta tentar me convencer de que isso é só uma brincadeirinha, que isso, que aquilo. Se tem algo que eu realmente não incentivo de forma alguma é dizer que uma criança namora com outra “só de brincadeirinha”. Tudo tem fases e uma fase que não condiz com a infância é a fase do namoro.

Recentemente foi lançada uma campanha “Criança Não Namora, nem de brincadeira”, que eu aplaudo de pé! E sabe por que? Porque tudo na vida tem fases, e se tem uma coisa que não combina com a infância é a adultização, a erotização precoce das crianças.

Há quem defenda com unhas e dentes que o namoro da filha com o amiguinho é apenas uma brincadeirinha, mas acredito que essas pessoas nunca tenham parado para realmente refletir a respeito, porque lá no fundo, a ideia do namoro acaba despertando (antes do tempo, frise-se) um lado erótico que a criança ainda não está pronta para entender realmente o significado da coisa.

“Incentivar o namoro na infância é adultizar as crianças e incentivar a erotização precoce. Criança tem que ser criança. Infância precisa de proteção”.

O meu filho mais velho despertou uma paixão por uma coleguinha de classe, e isso, desde o início me preocupou demais, sobretudo, porque estava atrapalhando o desenvolvimento escolar dele. E acredito que se eu e o meu marido não tivéssemos tomado uma postura mais firme com ele, as coisas poderiam ter sido ainda piores.

Vou ser breve nessa história. Ele se apaixonou (eu não acreditava que isso acontecia tão cedo, mas paguei a língua) pela garotinha mais legal com todos da sala (e aí outros coleguinhas também começaram a admirar a menina e todos diziam que era o namorado dela).

A menina nunca deu bola pro Eduardo e isso começou a mexer com a autoestima dele, além do desenvolvimento na parte pedagógica. Me vi louca e aí a ajuda de todos os profissionais da escola foi de fundamental importância para que tudo “voltasse ao normal”.

E depois de ter vivenciado que uma paixão precoce atrapalha, sim, o desenvolvimento da infância, me tornei ainda mais chata com essa coisa de “é só um namorinho bobo, coisa de criança”. Não, não é e nem deve ser!

As crianças precisam ter amigos – esse é o nome que se dá, nada além de AMIZADE! A criança precisa ser criança. E os adultos têm a obrigação de preservar a infância, que é um período fundamental para o desenvolvimento humano.

Qual a dificuldade em entender que TUDO TEM O SEU TEMPO! Não queira queimar etapas, sobretudo, na vida dos filhos!

Apenas para concluir, nunca se esqueça de que tem idade certa para tudo!