Gestação, Mommy to be, Reflexões de Mãe

Carta Para Uma Recém Mãe



Carta Para Uma Recém Mãe!

Pois é, mamãe, você acabou de receber uma das maiores dádivas divinas em seus braços, um ser tão pequeno e tão indefeso que vai te mostrar o verdadeiro significado da vida. Até então, pode ter certeza, você não sabia o que era amar de uma maneira tão intensa.

Tudo bem se esse amor não surgir imediatamente, afinal, é tudo muito novo para você. Ah, claro, seus hormônios também podem te trazer sentimentos antagônicos. Não se preocupe, que isso é normal, e vai passar. Aliás, a sua vida a partir de agora será feita de fases.

A fase do desconhecido – onde você acha que nunca vai entender o motivo do choro do seu bebê, mas rapidinho você saberá se é uma fralda suja, fome ou simplesmente porque ele precisa de mais aconchego naquele momento.

A fase das cólicas. A fase dos primeiros sorrisos (se prepare para ter mini infartos diários). A fase do sentar. A fase das papinhas. A fase das birras… aliás, saiba que nem só de flores é feita a maternidade, mas se fosse para colocar na balança, sem dúvida, poderia ser rotulada como a melhor coisa da vida.

carta para uma recem mae

Mas preciso te contar um segredo, recém mãe: não queira agradar a todos! Você, neste momento, precisa colocar você e o seu bebê em primeiro lugar. Aliás, saiba que os 90 primeiros dias de vida do bebê fora da barriga serão tão importantes para você conhecer seu filho. Não queira colocar nada nem ninguém neste tempo, entre vocês.

Não pense que todo choro, todo cansaço não cessará. É difícil demais esse início, mas com ajuda e calma você vencerá.

Pode ter certeza de que o seu marido, por mais que sinta saudade da mulher que era só dele, entenderá a nova situação, e você pode – aliás deve – inseri-lo neste novo momento da vida de vocês, afinal, agora vocês são uma família.

O pai não pode amamentar, mas ele pode colocar para arrotar, enquanto você volta a dormir, afinal, em 2 ou 3 horas, você terá que amamentar novamente. O pai também deve trocar fralda, dar banho, ninar… a verdade mesmo que a única coisa que ele não pode fazer é amamentar, mas se você não tiver leite, ele pode dar a mamadeira, afinal, você terá tantos outros momentos só você e o seu novo bebê.

Não tenha vergonha de pedir ajuda! As pessoas muitas vezes querem ajudar, mas não sabem como. E se você não pede, ninguém pode adivinhar! Deixa eu te contar um segredo? Eu demorei a pedir ajuda, mas ou eu pedia, ou eu não daria conta. Chorei demais e numa crise nervosa, no meio da madrugada, me entreguei. A sorte que o meu marido estava ali para me ajudar! Então, não cometa o mesmo erro que eu cometi.

No mais, mamãe, todo cansaço, todas as cólicas, todas as madrugadas longas e até mesmo as noites em claro valerão a pena!

Assinado,

Bárbara Sarkis Barreto

Uma mãe de 3 meninos, que já passou por tudo isso que você está passando neste momento.