Alimentação, Destaque, Dicas, Dicas de Compra, Gestação, Leitura, Mommies & Goodies, Mommy to be

05 livros sobre alimentação para bebês



05 livros sobre a alimentação para bebês, afinal, a fase da introdução alimentar do bebê é uma das etapas mais complicadas, depois do nascimento do bebê e toda sua adaptação ao novo mundo.  Lembrando que a introdução alimentar deve ocorrer, em regra geral, aos 6 meses de vida.

Outra dica que também quero dar é: leia muito antes do início da introdução alimentar na vida do bebê. Isso vai te ajudar muito, além de dar muita segurança no momento que você for iniciar esta nova fase. Talvez se tivesse sentando e lido mais a respeito, quando tive que iniciar com o Dudu, as coisas fossem mais tranquilas. Já contei aqui sobre o início com ele, que tanto me traumatizou.

Vamos aos livros?!?

  • Aventuras Gastronômicas de uma mãe de primeira viagem. Tenho certeza de que se tivesse lido o livro da querida Patrícia antes de iniciar a introdução alimentar do Dudu (infelizmente, o livro ainda não havia sido publicado à época), as coisas por aqui seriam bem mais fáceis. Além de várias receitas, ela ainda traz dicas de  A gelatina é feita com suco de frutas, o pão de queijo não é industrializado. Além das receitas, a Patricia aborda outras questões como o momento certo para iniciar a alimentação sólida, como proceder, os utensílios indispensáveis, acondicionamento, armazenamento, congelamento, ingredientes orgânicos e o que oferecer (e o que não) no primeiro ano de vida dos bebês.

 

livro-paty-457x630

  • A melhor comida para bebês do planeta. Esse também conheci depois da introdução alimentar dos dois – Dudu e Arthur – mas, com toda certeza, teria auxiliado demais nessa fase. Com mais de 200 receitas, o livro nos ajuda com receitas para bebês de 06 a 23 meses. O legal das receitas é que o tempo de preparo vai até 10 minutos. O ponto negativo, na minha opinião, nem todos os ingredientes conseguimos encontrar facilmente, já que o livro não é adaptado para a realidade brasileira, ao contrário do livro “Aventuras Gastronômicas de uma mãe de primeira viagem”, mencionado acima.

 

a melhor comida

  • O Grande Livro de Receitas Comidas para Bebês e Crianças. Esse foi um dos que comprei primeiro, mas preciso confessar que me frustrei. Explico. Ele tem um monte de receitas que só de olhar a gente acha super interessante, mas na hora que vamos colocar em prática, vem aquele arrependimento, porque nas receitas fala para usar leite de vaca integral ou farinha de trigo, por exemplo. Como não estava afim de dar alimentos assim para um bebê de 8 meses, por exemplo, me frustrei! Agora para quem souber fazer as receitas substituindo alguns ingredientes ou não se importar de seguir a receita à risca, é um ótimo investimento.

 

o grande livro de receitas

  • Meu bebê gourmet. Esse é um daqueles livros que toda mãe de primeira viagem vai querer ter. Ele é super interativo, onde a mamãe coruja pode personalizar com o desenvolvimento do filho dos 06 meses ao primeiro ano de vida. Tem receitas fáceis, além de orientações desde o aleitamento materno até os utensílios necessários para o preparo das papinhas.

 

bebe gourmet

  • 100 receitas para bebês de 6 a 12 meses. Este livro é bem prático. Traz receitas para o café da manhã, refeições principais e sobremesas para os pequenos, sempre destacando a importância de uma alimentação desde o início da vida do bebê. O legal é que tem tabelas e listas com o que se deve priorizar em cada fase.

imagem.aspx

Agora, também quero indicar dois sites que sempre me ajudaram muito nesta fase:

  • As Delícias do Dudu: tenho a Thaís como um ser iluminado que tanto ajuda às mamães que resolveram adotar uma vida saudável para os seus filhos. Não é fácil você querer alimentar os pequenos de forma saudável num mundo em que as pessoas acham que o prático seja o melhor. Eu desde o Dudu optei por dar tudo sempre fresquinho para ele, e assim continuo com o Arthur. Muitas vezes sou julgada por não dar papinhas industrializadas no dia-a-dia deles (sim, quando as coisas ficam muito apertadas, eles comem – aliás Dudu não suporta, Arthur, come!), mas acho que se podemos fazer o melhor por eles, porque não aplicar isso à alimentação também? Então, se vocês quererm receitas (inclusive com passo a passo) podem correr no site da Thaís. Tenho certeza de que vocês também irão se tornar fãs dessa mãe incrível!!! Ah, não posso deixar de dizer que agora “As Delícias do Dudu” também tem um canal no YouTube, que está sensacional

 

  • Crianças na Cozinha: um site que muito me ajudou no início da alimentação sólida (momento caótico na minha vida de mãe) do Dudu foi o da minha querida e amada amiga, Pat Feldman, principalmente com dicas dos caldos caseiros, que adotei aqui em casa desde então. Lá também encontramos receitas de papinhas, dicas de receitas para toda a família, além de textos maravilhosos sobre alimentação saudável. E, para quem é de São Paulo, não precisa nem se dar ao trabalho de preparar os caldos caseiros que, de certa forma, demandam bastante tempo, porque a Pat entrega em casa!!!


  • Patricia Cruz Smith

    Feliz demais! O livro foi feito com muito carinho e acompanhando cada etapa da alimentação do meu próprio filho.
    Obrigada pelo carinho. Beijos

    • Patrícia, esse amor que você teve com seu filho e com o livro ficam super claros em cada página desse livro, que precisa estar na biblioteca da mamãe!!!
      Beijos, Bárbara